fbpx

Postado por: Vilarô | Categoria: Saúde | Data: 31.03.2020

Cuidados Que Toda Mamãe Precisa Ter Com a Saúde Bucal Durante a Gravidez

Qual a relação da saúde bucal com a gravidez?

Existem varias evidências que comprovam a relação entre problemas odontológicos, especialmente problemas gengivais com parto prematuro e bebês de baixo peso. As enfermidades gengivais aumentam os níveis dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto aumentando o risco de o bebê nascer prematuro.

Quais problemas orais podem acontecer durante a gravidez?

Durante a gestação a corpo da futura mamãe começa a produzir uma quantidade maior de hormônios, dentre eles a progesterona. É natural que apareçam alguns incômodos gástricos leves, como refluxo, azia e ânsia de vômito na gravidez, com isso o conteúdo do estômago volta para a boca e deixa o pH da região mais ácido, o que afeta a saúde dos dentes e gengivas.  Após a regurgitação, a recomendação é realizar um bochecho com água e, 15 minutos depois, uma boa escovação dos dentes.

Estudos revelam que um grande número de mulheres tem gengivite durante a gravidez. Os principais sinais são inchaço, dor e sangramento após o uso do fio dental. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham essa fase.

Outra atitude muito importante durante a gestação é o cuidado com a alimentação pois além de ficar mais saudável e promover melhor nutrição ao bebê, ajuda ainda mais a saúde dos dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas.

O que é realizado na consulta com o dentista durante a gestação?

Na consulta com a gestante o dentista fará a anamnese bem detalhada, colhendo dados de saúde geral da criança e do bebê, investigando os períodos de náuseas e vômitos sofridos por essa paciente. Ao exame clinico, o profissional irá avaliar a saúde de toda a boca envolvendo língua, palato, partes moles, dentes e principalmente gengiva aderida.  Na maior parte dos casos radiografias não são receitados durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que sejam absolutamente necessários. O uso de anestésicos dentais, medicação contra dor e antibióticos podem ser usados especialmente se prescritos por um profissional qualificado e não colocam nem a gestante e nem a criança em risco.

A melhor época para marcar a consulta com o dentista é entre o quarto e o sexto mês de gravidez, porque os três primeiros meses são os mais importantes no desenvolvimento da criança e no último trimestre da gravidez, sentar-se em uma cadeira de dentista pode ser algo muito desconfortável pela posição durante o tratamento e pode aumentar a incidência de complicações pré-natais.

Vale lembrar que a saúde começa pela boca e logo que o bebê nasce o íntimo contato com a mãe favorece a contaminação dessa criança pelos fluidos bucais, sendo assim, a prevenção é a melhor escolha! Visite seu dentista regularmente.

 

__

 

Este artigo foi escrito por:

 

Dra Renata Pinheiro de Lima Paula Hanna

Voltar

deixe um comentário

últimas do nosso blog

Coronavírus-e-as-crianças

Como Lidar Com Nossos Filhos em Tempos de Coronavírus: Visão de Uma Mãe Pediatra.

Vivemos tempos de extrema incerteza, por isso é importante filtrar as fontes de informações que consumimos. Tudo sobre Coronavírus por uma pediatra e mãe.

Leia mais

Por: Vilarô

wq-05

receba nossas novidades

Fique por dentro de nossas novidades em primeira mão.